domingo, janeiro 08, 2006

Nicolau, o Matemático

Uma mulher não deve meter-se com homens que vivem de números. A não ser que sejam cifrões, mas isso é outra conversa.
Imaginem que desta vez me apareceu um Nicolau na rifa. Curiosa como sou não resisti ao charme do conferencista e no fim fui pedir-lhe um autógrafo. É claro que me fiz entendida na matemática e falei-lhe na admiração que sinto pelo Evaristo Galois por causa das tentativas do jovem para resolver as equações do quinto grau. Palavra puxa palavra e o Nicolau disse que sim, que era possível e que a solução podia ser a teoria dos grupos para achar o xis da quinta. É claro que quando ele me falou na quinta eu nem queria acreditar e pensei “já estás marcado, Nico, deves ser melhor que o Evaristo” . É que esse achava que só conseguia obter a solução para o xis a partir dos coeficientes. Ora grupos eficientes nessas partes eu não queria de todo!
Mas não quero dispersar-me. Nessa noite levei o Nicolau para o requinte de uma cama curva fazendo justiça ao assunto da conferência. No mínimo o que poderia acontecer era o Nicolau achar aquele tal ponto fora da recta e a partir daí – esperança minha – entraríamos no mundo da geometria imaginária pois descobrindo esse ponto especial, como bem sabem as minhas leitoras (os leitores dizem que sabem, mas são pouco persistentes), é possível traçar muito mais do que uma paralela. Paralelas múltiplas a partir de um único ponto. Já imaginaram?
Nisto eu apenas esperava que ele seguisse a intuição de Lobatchevsy, segundo o que retive do conteúdo da conversa do conferencista quando falava no auditório e eu o escutava excitadíssima na primeira fila.
Bem... os homens que muito pensam acabam por muito falar e estando os dois deitados no espaço curvo... o que aconteceu então?
Tudo, mas tudo a curvar-se.
E digo-vos: nem o Euclides, com os seus axiomas das paralelas simples teria tido um desempenho tão frouxo. Ainda evoquei Gauss que também era de inovações curvas, mas com mais sucesso por serem curvas que só descem depois de uma subida significativa. Porém o Nicolau terá entrado exactamente num espaço muito distante do meu. A curva de Gauss que ele me mostrou tinha uma média relativamente baixa e um desvio padrão elevado; a variância digamos que não era significativa e o resultado foi mais uma deflação na minha estatística.

56 comentários:

ivamarle disse...

ó melheri, tu dás cabo de mim com tanta imaginação.....

Su disse...

opsss a curva de gauss...
gostei do que li
voltarei
jocas maradas

a sua vizinha disse...

Camas curvas não conheço. Só redondas... Quanto aos xis só conheço o xispêteó e o que costumava pôr quando me engagava na escrita à máquina, atendendo ao pedido dum superior que me dizia: "ponha xizes minha senhora, ponha xizes!" quera pra eu não ter de apagar. Tás a ver?

nokinhas disse...

Alguém me explica o que são "jocas maradas"? Depois da maratona de ontem estou um bocado confusa, feita nun óito e cheia de xizes na cabeça. Tenho de me poupar porque quem fez esta já não faz outra. Abaixo os xizes, as paralelas, as curvas, as onduladas, os teoremas, as equações e tudo o que me faça confusões cá na cabeça. Talvez volte...

Lúcia disse...

tu num me digas que o gajo, como matemático que era, não encontrou o Gauss!?. nem com um esquema?
o G estava mesmo ali, é tão simples.
Mania de complicar.

pirata vermelho disse...

toma beijos.

pa quem estudou na ual não estás nada mal.
o texto é giro.
quem fez?

Joaninha disse...

Sabes Fauta, começo a ficar um pouco "emocada" com esta de nos perguntarem quem são os autores dos nossos textos...
Gostei deste, sobretudo do encadeamento e desenvolvimento do assunto. Pertcebe-se logo que não é um semi-? que está a escrever. Parabens, porque alé de imaginação, tens uma excelente cadencia de escrita.
Para mim só é pena não consegguirmos passar do primeiro degrau da piramide da Teoria de Maslow

Fausta Paixão disse...

Pirata e Joaninha, eu confesso...
Vinha aqui armada em arrogante para dizer ao Pirata que não subestimasse o inimigo.
Porém caí em mim e resolvi ser humilde.
Efectivamente tenho assessores: um para cada ciência (matemática incluída)e mais um para o latim. Todos pós graduados na Universidade Católica.
Uma mulher não é de ferro, caramba!

Joaninha disse...

e para a Psy cá estou eu......

Toze disse...

Nunca percebi dessas coisas das matemáticas,e muito menos equacionar ! eu é mesmo só quecar...mai nada ! Sou um massa bruta é o que é !

PS- Quando for grande quero ter uma assessora !

Joaninha disse...

Alô TOSE! QUAL É O DESAFIO? DEIXA-ME O ENDEREÇO DO REVELAÇÕES.........OU ISSO É OUTRA COISA?
Não dou consultas de gerontologia fora de horas

mfc disse...

Andamos sempre à procura do "G" de Gauss ou de outra coisa qualquer, mas como pelos vistos é um ponto matemático e eu sou mais de Letras... tenho que fazer várias tentativas!!

Lá se foi o Nicolau... e era matemático!!!

pirata vermelho disse...

ingenuidade, joanicas!
você pensa qu'isto é tudo industriosamente dedilhado?
e tempo para queimar com merdices?!...

importa-se de me dizer o que é 'cadência do texto'!!!?

pirata vermelho disse...

... da escrita!

desculpe

cadência da escrita!

o que é?

pirata vermelho disse...

fausta...



posso ir p'a cama ler?

Joaninha disse...

Fausta sabes que na Psicologia também aplicamos a curva de Gauss quando falamos do normal vs anormal e ainda na Psicologia social e em outras vertentes. A "maldita" Mat. não nos larga... só no Inglês é que não aplico em nada...
Mas agora não vou falar mais disto, apenas mantenho que, com ou sem ajudinha, escreves bem e arranjas uns temas que dão para pensar. Até logo

MRF disse...

Fausta, não sei como aguentas tantas curvas de gauss! Eu já não sei o que fazer para subir a curva! Enfim, dizem que é mau para a ansiedade voltar atrás sem atingir o ponto G!: deve percorrer-se a linha curva de gauss todinha, descida incluida! A bem da nossa saúde. Mas com o Nicolau a descida foi quase de escorrega :(

Estás recomposta!

MRF disse...

recomposta? era uma pergunta..., temo por ti

peciscas disse...

Quando comecei a ler o texto fiquei um bocado inquieto.
Mas, logo a seguir vi que se tratava de um Nicolau qualquer que não dignifica nada a classe.
De modo que escrevi logo uma carta para a APM ( quem não souber o que é,vai a www.apm.pt) para, caso ande por lá, esse burgesso ser destituído de sócio.
Porque matemático que se preza, eleva sempre a 3,14 ´ à máxima potência, aplica-se nas homotetias e deixa a parceira de olhos em vértice, com o G infinitamente bem tratado.

Fausta Paixão disse...

Pois era de um xispêtêó é que eu precisava, vizinha...
"emocada", joaninha? que estado tão propício à minha condição...
Ai Tozé, Tozé... massas brutas como tu é que me agradam...pois já não se fazem matemáticos como antigamente, dos que usam a 3,14' no máximo e peciscam que se fartam.
E Maria, eu bem tento recompor-me mas uma vez entrada no espaço de Lobatchevsky ja não há como sair de lá... e pronto, a gente passa do dedutivo ao imaginário... e aí tudo é possível...

Lúcia disse...

Peci Peci, as coisas que tu sabes!
homotetias? LOLOLOL
até que ajuda, penso eu!!!!!!!!!!!

Fausta Paixão disse...

Lima, minha amiga... será possível que eles nos tenham ultrapassado no conhecimento empírico?

jakim disse...

Não sei se já te diçe Fausta mas apezar de gustar de numaros nunca gustei muito da matemática. A jente prá iconumia não pressiza de muita matemática, somasse, dividesse, multiplicasse e já está. Mas não fiques a pençar que isto são qualqueres lemitassões minhas. Não. Os matemáticos, como tu acabastes de desmonstrar, são uns turcidos. Fazaim tudo pra nus fazer paçar por parvos. Ora eu que até vou ao Merdia Markt é evidente que não sou parvo. Uma boua terssa feira. Tens que arrajar o alô sacana da Mushu para eu puder por aqui as carinhas rizonhas que gosto muinto.

pirata vermelho disse...

em nome da nossa profunda, acrisolada e muito mal entendidaassumida paixão, Fausta, autorizas que reproduza 'aqui' um texto que não é meu?

pirata vermelho disse...

desculpa!

queria dizer paixão fausta, Fausta

Fausta Paixão disse...

Vê lá o que me pões aqui pirata?
Tu não me desgraces que isto é casa séria!

pirata vermelho disse...

obrigado

eu sabia que tusabias que eu sabia que podes confiar em mim

pirata vermelho disse...

é coisa de pouca monta que eu subscrevo e acho pouco

pirata vermelho disse...

Começa hoje (ou amanhã?) a campanha presidencial. Até hoje (ou amanhã?) foi a ‘pré-campanha’ presidencial. Começa exactamente na altura em que Portugal inteiro está farto dela, pior ainda, exasperado com ela. Já ouvimos dez, 20, 30 vezes tudo o que os candidatos têm para nos dizer, que não é nada: o mesmo absoluto vácuo disfarçado pelas mesmas frases vácuas, repetidas dia e noite com a mesma espúria convicção e o mesmo sadismo. Tirando um caso ou outro, não houve debates, houve declarações paralelas que não explicaram ou esclareceram coisíssima nenhuma. Ao contrário doque o dr. Cavaco supõe, o método não é pacífico e apareceu evidentemente na América, para proteger candidatos que não se queriam arriscar a um exame público. Aqui, o resultado acabou por ser que os cinco presuntivos presidentes falam sempre sózinhos, em sound bytes que as televisões servilmente transmitem, ou em entrevistas que os jornais reverentemente publicam. A ‘pré-campanha’ não passou de mais uma fraude. Mas chegou para fixar o resultado. O dr. Cavaco ganha à primeira volta, com uma satisfatória maioria. O dr. Soares não ganha nem ao dr. Cavaco nem a Manuel Alegre. O PC e o BE descem e o BE não consegue mais votos que o PC. Em 22 de Janeiro, os comentadoresvão com certeza revelar porquê, como hoje ‘analisam’ as subtilezas de ‘estratégias’ que não existem. Infelizmente, as verdadeiras razões são grosseiras. Cavaco arrasa a concorrência porque o eleitorado o associa à ‘prosperidade’. Alegre ‘faz figura’, o que, intimamente, lhe basta porque se tornou um ‘acontecimento’ e metade do PS detesta o governo. Soares perde porque esta simpática sociedade em que vivemos não gosta de velhos. Jerónimo e Louçã ficam de fora porque ninguem os consegue imaginar em Belém. E Louçã fica abaixo de Jerónimo por falta de uma ‘máquina’ e porque, no fundo, o papel de ‘revolucionário’ oficial do regime diverte a populaça mas não leva longe. De resto, desde o princípio se evitou e se evitará qualquer sinalde uma autêntica discordância política. A política não é assunto próprio para a etérea posição do Presidente. Os candidatos declaram alguns desejos para o futuro da Pátria, na maioria fantasiosos, quandonãofrancamente imbecis, e a Pátria, com a sua longa experiência, não toma nota. Um suave arranjo e uma grande vergonha. Não nos podem poupar estas duas semanas de massacre, até dia 22?
(Vasco Pulido Valente, ‘Público’, 9JAN06)

pirata vermelho disse...

fiquei em contraciclo
desculpa

... que tu sabes que podes!

Fausta Paixão disse...

O outro Vasco com quem me relacionei há uns tempos era Nabo de apelido. Não tinha destas frases tão apropriadas e tão causticamente desencantadas.
Gosto deste!!!

Mushu disse...

Não encontrou o G mas ao menos nem um 69 ao quadrado?

Mushu disse...

Pirata, define contraciclo.

addiragram disse...

Olá! Uma curta visita só para avisar que, qdo quizeres, podes visitar.
Sem usares a matemática fizeste uma boa demonstração.

Joaninha disse...

Querida Fausta, pede ao St.Pirata que defina contraciclo no teu Blog, já que o dele é uma página em branco.

MRF disse...

eu bem digo, inventamos os post-chats... e deus viu que era bom! :)

pirata vermelho disse...

mnina joaninha, antes que a Fausta me embarace com questões adivinhadamente pélvicas que me poriam completamente fora-de-fase e mostrando uma tolerância à pasmaceira que transcende a sua simplicidade e frescura, deixe-me ir adiantando o que se pode entender por contraciclo, em dois ou três domínios, decerto deixando-a mais elucidada que todo o esforço do prof lá do ispa que falava chinês nas aulinhas de matemática que,como se adivinha também, foi de passar e pôr ao luar.
bem, em contraciclo encontram-se os sons equivalentes em altura, desfasados de um ou mais compassos, que caracterizam a música ‘contrapontística’; em contraciclo encontram-se alguns episódios de subida geral dos valores dos títulos cotados na Bolsa de Lisboa quando as Bolsas europeias mostraram resultados generalizadamente negativos; em contraciclo encontra-se a decisão do governo de construir um aeroporto faraónico quando as finanças públicas são deficitárias e o país tem um crescimento negativo; mas, para sair dos exemplos mais ou menos comuns e restritivos, em contraciclo encontra-se cada ponto de valor máximo/mínimo de uma curva y=A sen (kx –omega.t – fi) + D relativamente aos pontos correspondentes de uma curva semelhante y=A sen (kx –omega.t – fi +1) + D

pirata vermelho disse...

se m'enganei desculp!

já estou a dormir em pé e a minha boa vontade foi inquestionável...

Fausta Paixão disse...

Fausta confusa:
Todos os Niclaus são matemáticos;
O pirata é matemático;
O pirata... é...
ai valha-me deus que ele anda por aí de curva ofendida e eu aqui tão à-vontade a dizer mal...

Fausta Paixão disse...

Listen red pirat:
I found several references to the names you mentioned last day concerning piracy : "The golden age of Piracy - 1695-1725" by Arne Bialuschewky from the University of Kiel.
"There can be little doubt that hardship and poor prospects contributed to the dramatic increase of piracy in the period under consideration. However, it is unlikely that these factors alone drove thousands of sailors into such a risk venture... ... The intended target for the pirates was an indian pilgrim fleet thar sailed every year in April from Surat to Mocha and Jedda at the red sea..... etcetera"

pirata vermelho disse...

também os havia, nas índias orientais e mais para lá; só que, aí, 'os piratas da rainha' deram cabo deles qu'as naus de sua majestade não eram p'a estragar,capisce?
do lado de cá, do nosso! lado é que foi um fartar vilanagem (ATT! a pirataria é uma linhagem, não uma vilania...) a descascar nas naus espanhoilas, portuguesas e, às vezes, nos intervalos nas da frança e da flamenga.
mas sei pouco disso... a história p'os historiadores! eu sou um opraciunal.

pirata vermelho disse...

acrescento, já que o andas a medir de longe, uma sugeston do VPV, para os teus intervalos, enquanto não o vês
'mémoires de la contesse de boigne'
(que tinha o encantador nome de carlota leonor luísa adelaide d'osmond na intimidade adèle!)
ed. mercure de france; diz o VPV que o prefaciador diz que adèle serviu de modelo a madame de villeparisis, do proust; diz o VPV que não, 'madame de boigne serviu de modelo a proust, que não é concebível sem ela'

Lúcia disse...

não acredito Fausta. Conhecimento empírico? Na! aquelas mentes estão programadas de tal maneira que não aprendem nada.

pirata vermelho disse...

"ele anda por aí de curva ofendida e eu aqui tão à-vontade a dizer mal... "
. . . . . . . . . . . . .
1 ando de curva ofendida?!
1.1 qual curva?
(uma vez que não me sinto ofendido de modo algum)
2 a dizer mal de mim sem eu entender ou é eufemismo generalista que se aplicaria a quem o quisesse aceitar?

explica lá...

Fausta Paixão disse...

... mas que ego, pirata!
Eu digo lá mal de alguém?

Mac Adriano disse...

Eu vinha comentar mas fiquei intimidado perante tão generoso número de línguas que aqui se fala. Isto tem um nível talvez acessível a muitos humanos, mas não a um pobre cérebro dum símio como eu. Esperarei por melhor oportunidade e humildemente me rebaixo até à próxima.

pirata vermelho disse...

mas que cega , fausta!
relê-te

"Fausta confusa:
Todos os Niclaus são matemáticos;
O pirata é matemático;
O pirata... é...
ai valha-me deus que ele anda por aí de curva ofendida e eu aqui tão à-vontade a dizer mal..."

9:29 AM

Su disse...

nokinhas...só eu poderia te explicar o que são jocas maradas, logo a pergunta deveria ser directamente feita a mim, não devia?
mas para q explicar se tu pp dizes q estas mui confusa:)))))))))
jocas maradas para ti

Carlos Estroia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Carlos Estroia disse...

O ponto G de Gauss, é o ponto discreto a seguir ao F de Fermat, em ordem crescente, como facilmente se pode demonstrar.

Rosario Andrade disse...

Querida Fausta,
Pois é... cerebro grande e desempenhos pequenos... muita dinamite e rastilho ineficaz. Mordaz e inteligente! Muito bom!

Abracicos!

pirata vermelho disse...

1
Inauguração
-O Olhar Fauve na Colecção do Musée des Beaux-Arts de Bordeaux-
12 de Janeiro - 19.00 h


http://www.museudochiado-ipmuseus.pt/


2
Poesia Experimental Portuguesa - Cadernos e Catálogos
Projecto do CETIC-Centro de Estudos de Texto Informático e Ciberliteratura - Universidade Fernando Pessoa
com financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (MCTES) - POCI

pirata vermelho disse...

http://po-ex.net/

sem cantigas disse...

gostei do lobatchevsky, boa analogia! Mas decididamente andas em C!
:-)))

sem cantigas disse...

para ti um post antigo com um comentário recente http://semcantigas.blogspot.com/2005/07/geometria-lobatchevskiana.html
em C ou em Virtual o que importa é que haja homens para compreender!

Maria Manuel disse...

... de preferência com bons desempenhos. Uma matemática aplicada. Exercícios laboriosos. Uma solução plena.

Adorei o texto!