sexta-feira, novembro 25, 2005

O encanto

Não contava ouvir o que ele veio dizer-me ao telefone.
Há coisas que, sendo inesperadas, soam como música!
Tenho feito o possível por ser cautelosa, por isso baixei o nível de expectativas. E convenço-me de que o pouco basta.
Não, não é anulação da vontade... É uma questão de respeito porque com ele todas as coisas têm de ser sublimes... eu não sei dizer o que é, ainda não sei dizer por palavras, não sei as palavras certas, mas esta relação não é uma coisa comum… porque ele não é uma pessoa comum. Há um encanto diferente nesta coisa de olhar para os seus olhos ou de ver o seu sorriso…
Hoje apetecia-me apenas que ele deitasse a cabeça no meu colo, sim era isso que me apetecia, para lhe enrolar os cabelos nos meus dedos e ficar assim a dar-lhe ternura, que ela anda aqui em excesso e tem de ser dada.

Há pessoas que são os nossos amigos de longa data e dos quais não prescindimos pelo sentido da gratidão, misturada com aquilo que foi paixão ou amor e de que resta um elo forte. Há pessoas que são os nossos amigos de mãos dadas, pessoas de cristal. Há pessoas que nos fazem sentir o instinto animal do corpo, podendo nós segui-lo ou não porque somos livres. Há pessoas, ainda, a quem gostamos de seduzir apenas para sentir o poder desse feitiço. Há pessoas por quem nos deixamos seduzir porque esse jogo é bom e compensa os azedumes de outras coisitas menos boas da vida. Há pessoas e pessoas e pessoas…
Se retirássemos de cada uma aquilo que nos agrada e construíssemos a pessoa perfeita, aquela que procuramos como o ideal de amor que queríamos que preenchesse a nossa vida… o que ficaria depois para ter, para procurar, para idealizar?
Ainda bem que podemos usar e aproveitar e explorar e incentivar esta diversidade.

15 comentários:

pirata vermelho disse...

e vai daí... deu em moralista!
anda bem que não maguou ninguem

pirata vermelho disse...

(magoou)

desculpa

pirata vermelho disse...

PERMITO-ME LEMBRARO TEXTOZINHO SEGUINTE POR SER DO MAIS ENGRAÇADO QUE SE PODE FAZER, NA SUA SIMPLICIDADE ENQUADRADA
(APLAUSOS! AGAIN...)
"Anda uma mulher a dar o seu melhor, investimento em banda larga, webcam de qualidade, afinação das luzes da sala para melhor captação de imagem, investimento em livritos de poesia para se poderem fazer umas citações, a colecção inteira de Paulo Coelho, que uma mulher que não sabe de literatura não tem bagagem para um indivíduo culto, a revista Caras para andar informada…
Depois é uma roupita colorida, no verão foram os verde-alface e os laranjas, agora os rosas sobre os castanhos, maquilhagem a condizer, coisa boa, que eu não gosto de estragar a pele com tintas de bazar chinês; e as consultas de higiene oral, as depilações, as sessões de mesoterapia e as de cura quântica, coisa de largar as energias negativas todas ali, sem apelo nem agravo, em sessões pagas a peso de oiro. A D. Cilinha bem me disse que o trabalho de desobsessão tinha sido pior que um parto, ela lá sabe, que para mim é deus nosso senhor no céu e a D. Cilinha na terra, com aquele seu manancial falangístico de incorporação mediúnica ou de expurgação de entidades desencarnadas."

pirata vermelho disse...

os livritos de citações, as consultas da higienista, a cura quântica e a d.cilinha são d'antologia

pago-te o que quiseres pela graça concentrada

de longe!
que bem sabes que não te posso ver

pirata vermelho disse...

beijos


boa noite

Fausta Paixão disse...

Pirata
A D. Cilinha recomendou que me entregasse de corpo e alma mas que baixasse o nível das expectativas directas porque tudo está acima de nós e a harmonia só pode ser alcançada pela diversidade; mais ou menos como o uso dos florais de Bach, que são 38 e cada pessoa pode precisar de variar, conforme as circunstâncias, disse ela. Também me disse que devia fazer muito estudo sobre as posições de cura, mas desaconselhou-me de comer carne para que resultasse a limpeza da aura. No fim da consulta ainda me lembrou os cuidados com a pirataria que vai por esse mundo.
Como vês, o teu olhar sobre o meu texto de hoje resultou no reflexo que ele te provocou. Em tudo e sempre a acção dos fotões que, neste caso, não sei se têm se têm a aura limpa ou não!

sem cantigas disse...

tá tudo dito!

Toze disse...

Boas verdades, para reflectir !

mfc disse...

A pessoa ideal é a que vamos construindo na procura de todos os dias, sem o conseguirmos nunca.
É aí que reside o bonito da procura.

Fausta Paixão disse...

mfc... és cá dos meus!!!
continua a procurar, tu aí e eu aqui... pode ser qu'agente s'encontre!
tozé.. não reflictas muito. há coisas em que vale mais agir do que reflectir!

nokinhas disse...

Passei para deixar beijinho.

Rosario Andrade disse...

...concordo com o mfc. E a perfeicao, assim como a felicidade, nao existem. Penas a sua procura.

Abracicos!

pirata vermelho disse...

'isso' e as 2oo e tal cantaten!
aber
a diversidade, em numero, da música de bach, não refectiria aquela outra, indiscriminada.
senta-te!
alguns escritos têm graça outros exorcizam mal.

en tout cas, os tratamentos de bach foram de uma grande permanência. deverias arriscar mais na variância...

au vous revoir, gentille demoiselle

peciscas disse...

O problema é que as pessoas não são feitas de peças como as dos puzles...

mary disse...

Tas lá, é isso mesmo...

nunca estamos satisfeitas nem nunca estaremos!!