sábado, novembro 05, 2005

Baza!

Ai, não resisti...

Eu bem quero levar a vida a sério, enfim, ser uma pessoa normal...
Mas digam lá que a foto da Diva não é sugestiva.





Podes levar um lamento
E dizer "Não aguento"
Mas deixa cá as roupinhas;

Leva também as lembranças
As mobílias, as crianças
Mas as roupinhas são minhas;

Podes mesmo acelerar
P'ra depressa bazar
Mas deixa cá as roupinhas;

Podes ficar com o resto
E dizer que eu não presto
Mas as roupinhas são minhas;

Podes partir ao sol posto
E morrer de desgosto
Mas deixa cá as roupinhas;

Podes nunca mais voltar
E ficar a chorar
Mas as roupinhas são minhas.

5 comentários:

soportas disse...

Cada tolo com a sua mania.
A minha mania é coleccionar portas.
Já tenho algumas.
Vai ver a
soportas

Se te dispuseres a isso, fotografa a tua porta e manda-a para portaseportas@hotmail.com

soportas disse...

Pode ser a porta do quarto.
Já há lá exemplos .

mfc disse...

Está muito giro este poema/cantar.
Tem ritmo.

Seila disse...

etive aler este poema no escritor Famoso e simplesmente achei-o uma delícia!

stela disse...

ahahaha,
desculpa tenho andado afastada... não sei porquê comecei por este post, e mais uma vez fartei-me de rir.
beijos