quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Ai se eu pudesse!!!


Eu só queria que isto funcionasse com certos homens!

O que é que vocês faziam, se pudessem?

17 comentários:

mfc disse...

Telecomandado?! Não... muito obrigado.
De pertinho, ainda vá que não vá!

stela disse...

Ai eu se pudesse... alguns carregava no pause para se calarem, outros carregava no stop para desaparecerem e haveria outros que teria que carregar no botão de andar para frente, porque são tão lentinhos... mas isso só para os outros!
bjs

Lúcia disse...

Power off. Caboooong.
Que calma, que paz.

e depois? depois comprava outro
eheheheheheh

sem cantigas disse...

homens de comando NÃO! prefiro os de combustão espontânea... que ardam lentamente e em crescendo

sem cantigas disse...

a solidão não me consome, o comando faz-me alergia

chuvamiuda disse...

.......ora aqui está, quanto a ti fausta, nem me atrevo a pensar o que farias, agora quanto a algumas, conhecem a história da raposa e das uvas, aconselho a leitura......
:)*

Maria Manuel disse...

Com um comando virado para um homem? Duas teclas seguidas e depois... fosse o que "deus quisesse: "Surpreende-me" e "não me desiludas"!

pirata vermelho disse...

e s'o homem fizesse o mesmo na fracção de segundo anterior,
surpreendias?

excedias-te em habilidades e piruetas?

ou
'era' como sempre foste?

Fausta Paixão disse...

Dependeria do botão pressionado, pirata.
Poderia ser o off...

Su disse...

iria depender de quem estivesse em frente, para alguns seria off mesmo, para outros...opsss até marte:))))
jocas maradas

pirata vermelho disse...

fausta!
perguntava à m. que disse que usava botões de dupla acção ...

e tu, desfazias-te em piruetas se o gajo te mandassse surpreender-e-não-desuludir?

pirata vermelho disse...

ou
também ia ser como sempre - a trivilalidade igual às outras?

pirata vermelho disse...

põe um i e tira um él no desuludir e na trivilalidade

Fausta Paixão disse...

Sou uma mulher trivial, pirata. Somos todas. E todos.

pirata vermelho disse...

desafias o mundo
além da trivialidade

exiges resposta
acima da trivialidade

escamoteias agora, assim, a tua declarada, a de todos nós, trivialidade?

Maria Manuel disse...

Só agora vi a pergunta que o Pirata me dirigiu. Raramente volto aos comentários de um texto comentado...
Com um comando, proposta da Fausta, imaginei-me a seleccionar um bom programa e... não, não aprecio o circo por aí além... Também não há "o que sempre fui", mas "o que sou" e esse é evolutivo. Em suma, empenho-me. Tu (já) não? Lamento.

Mel disse...

Oi Fausta!
Então eu acabei parando aqui no seu blog que me chamou atenção a começar pelo título... Mas quem os entende?
:)
Tudo de bom para vc!