sábado, dezembro 24, 2005

Natalino

O Natalino foi das passagens mais efémeras da minha vida. Talvez mesmo a mais efémera. Porque me lembro dele? Porque foi por esta altura que ele apareceu. Vinha gelado.
Acolhi-o com paninhos quentes e goles de aguardente velha para o reanimar. E partilhei com ele a minha cama, que o espírito da época assim mandava.
Quando lhe perguntei de onde vinha, fugiu à resposta e depois não tive tempo de saber para onde ia.
Mas era uma figura possante, de presença cheia, caloroso nos gestos e meigo como um cachorro.
Na intimidade pedia para ser a Rena, porque estava farto de ter protagonismo e adorava que lhe pusessem os cornos. E eu, habituada às mais variadas fantasias, não estranhava o pedido e fazia-lhe a vontade. Vestida de vermelho e com um cachecol felpudo a rodear-me os ombros de branco, pegava nas rédeas e fazia ho.ho.ho… e o Natalino sorria, fechando os olhos. E em sussurro ia falando em consoadas embora eu dissesse consolada. E estava.
Eram um gozo de excepção as nossas cenas festivas. Gostava de deslizar com ele pela neve dos nossos sonhos da estação fria, agarrar-me ao tronco e enfeitar-me com as bolas. Era uma árvore de Natal perfeita a que fazíamos juntos. E se eu gostava dos presentes! Era vê-lo a despejar-me o saco no colo e eu, deslumbrada, a pedir mais.
Depois não sei se se cansou ou se era próprio da sua natureza escapar-se assim como tinha chegado. Mas foi. Exactamente no dia 31 de Dezembro, murmurando que o amor é bom quando é só por uma estação.

27 comentários:

Beatriz Teresa disse...

O Natalino é um excelente presente para esta ocasião. Efémeros por efémeros os melhores são os que são mesmo efémeros. Por mim agradeço o texto e vou ficar atenta à chaminé.

pirata vermelho disse...

(ah... ela sabe...)

et voilá.
o gesto tido por si só, sem mais rodeios, permeios ou expectativa d'enleios. uma continuidade que ninguem sabe.

faz-te bem intervalar...!
deix'adivinhar que tens bom fundo
qu'andas pr'aqui só a espantar

POLYPHEMUS disse...

Não era " a man for all seasons"...
Não faz mal, agora para consolo telefona à prima Vera, que desencanta logo uma tarde quentinha a dar à lingua

Toze disse...

Todos temos um Natalino dentro de nós (salvo seja !!!)

Tu Fausta enfeitada com Bolas, havias de ficar linda
LOOOOOOOOOOOOOL

Mushu disse...

És pior que o dum-dum, não te escapa um. Ho Ho Ho....
Pode ser que ele volte em 2006.

mfc disse...

A duplicidade das palavras e o Natalino, tão efémero e idealizado como é o Natal...
Já passou...como todos os Natais.

mary disse...

e assim ja se foi mais um...lol po ano ha mais..

linkei teu blog s me permites claro ;)

* *

polittikus disse...

Um excelente texto. Digo eu... FELIZ ANO NOVO.Que 2006 te dê tudo o que desejas...

jp disse...

:-)

wind disse...

lololol:)

fm disse...

Interessante... já tive uma noite gelada assim... ;)ho ho ho

Lúcia disse...

és um cromo LOLOLOL. ganda Natalino!

MRF disse...

LOL, ganda Fausta. gostei deste espírito natalino. mas oh jisus, que fantasias! lembrei-me agora, nos sex-motéis na altura de natal, os vídeos serão com renas?

ivamarle disse...

coitado do Natalino, foi um ar que lhe deu...

Pato Marreco disse...

Pobre Natalino.
Pelos vistos nem os enfeites lhe pesam muito.
Deixa, não tinha mais nada para dar e esfumou-se.

Lua disse...

Gostei do Natalino, principalmente da parte da Rena...identifiquei-me com ela vá lá saber-se porquê.

Papoila_Rubra disse...

FINALMENTE sinto-me esclarecida...

Afinal o Natalino... sempre existiu... :)

BOM 2006

peciscas disse...

Sim, senhora, Excelente consoada. Digo, consolada!

a sua vizinha disse...

Há muitos que bem precisam dum par dessas coisas... Desculpe, vizinha, mas já sabe como eu sou!
Ai mas esse Natalino, assim meiguinho deve ser uma ternura...

Pois é, eles têm um prazo de validade de 3 anos e....e...

Vai um café?

pirata vermelho disse...

OH VZINHA, E VOCÊ?! AINDA ESTÁ DENTRO DO PRAZO?

Hipatia disse...

Feliz 2006 :)

peciscas disse...

As previsões mais certeiras para 2006 estão no Peciscas.
Como não podia deixar de ser,também lá estás.

ivamarle disse...

para 2006: O dobro do melhor que até agora desejaste.Beijos ENOOOOORMES!!!

pirata vermelho disse...

a ti, pergunto o mesmo:
cristalizaste?
crisalisaste?
crionisaste?
ou!
crispástes?

mixtu disse...

hoje passo aqui para deseejar um 2006 em grande
jinhos

peciscas disse...

Que 2006
e anos seguintes
te tragam a ti, e a todos os que te são queridos
o que de melhor desejares!

Mac Adriano disse...

Isto é uma coisa assim muito Gonzalo Torrente Ballester, mas em versão feminina. E já não é dizer pouco...