quarta-feira, abril 01, 2009

O nutricionista

Prometeu que me iria arranjar um programa especial de educação alimentar. Teria de planear ementas e ajudar-me a optimizar a relação custo/qualidade porque, dizia ele, comer bem é fácil e não custa caro.
Ora é sabido que sou uma mulher de alimento e que nunca tive queda para a cozinha; por isso e porque ele era um pão bem encascado, veio-me à ideia que a ementa poderia levar brinde. Ouro sobre azul, um homem que finalmente me alimentasse de maneira saudável, de manhã à noite, aliviando-me das porcarias tipo fast food que como por aí e que depois me deixam o corpinho numa lástima.
Cedi à experiência e marcamos logo a sessão prática. Foi aí que ele agiu: olhou, pesou, mediu, calculou, … e depois disse que o IMC estava alto e que era preciso ter muito cuidado com a boca.
Ora eu, que sou e sempre fui mulher de muito alimento, fiquei deveras preocupada. Não me pareceu que fosse coisa fácil, mas pronto, estava por tudo!
Para começar estipulou que teria de evitar a as entradas; depois colocou-me à frente um prato com duas rodelas de milho tufado, metade de uma nós e um queijinho fresco deslavado. E disse que, como era a primeira vez, poderíamos ainda usar a banana e o mel. Já eu me lambia, de olhos arregalados quando percebi que aquilo era tudo menos o que parecia: foi quando o vi deixar escorrer meia colherzita de mel sobre a amostra do dito fruto, que colocou com profissionalismo no meu prato.
Mas pior ainda foi vê-lo colocar o aparelho de step ao lado da mesa e sentar-se à espera, de balança na mão.

5 comentários:

Larose disse...

Havias de ver a minha cara enquanto lia este post .......... juro-te que já andei em magotes de nutricionistas, já exrimentei 1001 dietas ...já fui ao Póvoas .... aliás comecei por este infelizmente ...mas isto é outra história! .....mas nunca tive UM nutricionista que me preparasse o prato, o step e se pusesse à espera com a balança!
Para mim isso é inédito!

Fatyly disse...

imaginativo mas dispenso:)

Anônimo disse...

..."metade de uma nós"

ou noz?

:S

Fausta Paixão disse...

ui que lapso! tenho de emendar!


E logo eu que detesto errar!

Obrigada anónimo!

antónio disse...

a professora

mãe divorciada
4 filhos 2 com ela
9 anos mais velha q eu

a 100 km de distância

no início, ela: não há problema com a distância; isto não vai sair caro; que encontros ...!!!; já somos crescidos; que inteligente que és e letrado, etc.; estás bem conservado e sem barriga etc

a meio (2-3 meses de ralação), ela: esta distância ainda nos mata; os combustíveis estão caros; porque não alugamos uma casa junto ao Mar?; se calhar aquela peça de teatro a que te levei foi uma estopada? ...; devias manter o teu cabelo comprido condiz mais com o estatuto da tua profissão; eu mantendo a minha ingenuidade ... a ver aonde a coisa ia dar ... ou não dar

pró fim, eu, ao fim 3-4 meses de ralação: percebi q a ideia era ser trasladado para casa de alguém com 2 filhos adolescentes; percebi que estava incluindo num "plano geral" sem apelo nem agravo; que era mais o q ia na cabeça da pessoa do que o q efectivamente sou ... etc.

ele há nutricionista, naufragos, publicitários, informáticos e outros tipos profissionais de mulheres