quinta-feira, junho 07, 2007

em defesa dos direitos humanos, particularmente os meus...

Era especialista em direito internacional; foi assim que esta minha tendência para os intelectuais se viu plenamente satisfeita com a presença de um expert.
Embevecia-me a ouvi-lo falar de direitos humanos…
Reflectindo, que nisso posso gabar-me de ser super-veloz, achei que tinha ali a pessoa ideal para garantir o respeito das obrigações assumidas. Tão subitamente como reflcti… achei que ando a ser implacável face ao 12º direito - o do casamento. Quem sabe… terá acabado de despertar em mim a mulher conservadora a aguardar noivado como forma de reparação da vítima que sou eu própria.
Quer dizer, vistas bem as coisas o que eu queria mesmo era a confirmação do direito ao processo equitativo, bem me importava se existia ou não uma violação da Convenção ou se se cumpriam os prazos legais para a renovação dos mandatos.
Direito ao recurso individual, querido - foi o que lhe respondi quando ele me sugeriu que ordenasse as minhas preferências – esse para mim é o primeiro.
É claro que o direito à vida está aqui bem expresso neste meu cantinho umbilical.
É certo, ainda, que lhe ouvi dizer que defendia a proibição da escravatura e do trabalho forçado, mas quanto a isso nada a fazer que eu sou de muitas insatisfações.
E quanto à proibição de tortura… franzi o nariz: há lá coisa mais apetecível que um chicote!



11 comentários:

migvic disse...

Esse casamento é como o artigo 196.º do CPP.

maria_arvore disse...

Se exiges um TIR, pelo menos troca o chicote por um cordel... como o dos bonecos de loiça. ;)

Enfim... disse...

enfim...cada um com a sua eheheh

Bjs

Erecteu disse...

Já cá volto para umas chicotadas :)
sim porqu'eu sou um D. Chicote.

Fatyly disse...

A brincar a brincar dizes os podres e nem a chicote vai lá:))))

Bom fim de semana

Nilson Barcelli disse...

Um texto com bastantes chicotadas...
Bom fim-de-semana, beijinhos.

Gollum disse...

Olá,

Gostei do seu blog...prometo voltar para comentar.

Rafeiro Perfumado disse...

Se ele levasse com esse chicote, acho que passaria a ser adepto do trabalho forçado, do teu! ;)

Betty Boop disse...

Chicote...
Hmm...
Nao sei nao...

Ehe eh eh eh

Fábula disse...

um chicote é sempre apetecível... para quem chicoteia! ;)

Mo disse...

com tanta defesa dos direitos humanos era gajo para ter um blog com tomates :-))))))