quarta-feira, maio 16, 2007

Peregrinar


Eu explico.
Esta ausência foi apenas uma questão de fé. A aproximação do 13 de Maio faz milagres nas pessoas e a vista das centenas que caminhavam estrada abaixo com os pés cheios de bolhas e as varizes a estoirar foi a verdadeira revelação.
Meti-me a caminho. Pedi o cajado emprestado a um dos peregrinos mais robustos e peregrinei entre os demais durante dias de cheiro a sovaco e a um chulézito suplementar. Valeram-me os bons tratos de uns rapazes bastante voluntários que estacionavam nos postes (ou postos?) e massajavam as pernas de quem chegava.
Houve um dia em que ainda me pus a jeito várias vezes para uma massagem que chegasse à cervical (eles começavam pelos pés) mas a fila atrás de mim já ia longa e o rapaz de serviço naquele dia e naquele posto não era dos mais voluntários.
O que me custava mais era o roçar do entre-pernas, que uma mulher em marcha dias seguidos acaba por ficar toda assada e não há unguentos que safem a coisa.
Triste fim, digo-vos eu. Era a derradeira tentativa para compreender os homens e uma vez junto ao tronco de azinho não sairia dali sem uma resposta divina.
Porém, no dia exacto acabou-se tudo. Umas boas centenas de moços com coletes fluorescentes em cordão de mãos impediam-me a entrada dizendo que estava a lotação esgotada.
Ora que gaita! Eu cheia de boas intenções e lá tive de voltar para casa sem resultados e, pior do que tudo, outra vez a pé e sem outra companhia que não fosse o cajado.
Pensei assim: ou vai ou racha. Se a fé, quando se trata do ir, não dá frutos, apostemos no vir.
E agora?
É esperar, meus amigos… é esperar para ver!
E para recuperar um pouco, porque estou verdadeiramente nas lonas!!!

51 comentários:

Dias... disse...

Tudo o que implique troncos de azinho deverá ser um bom local para as tuas buscas pela verdade masculina. Foi uma pena que os moçoilos coloridos não te tivessem deixado aproximar das respostas.
Beijo

Ness Xpress disse...

Em matéria de peregrinações, cara Fausta, fico com muita pena que estes encontros virtuais estejam com duas décadas de atraso. Era, então, o tempo das extenuantes caminhadas à Senhora da Peneda, com passagem obrigatória por rios de discretas piscinas naturais, estrategicamente escolhidas para o ritual da massagem cervical descompressora.

asdrubal tudo bem disse...

se me tivesses pedido o cajado emprestado ele traria incorporado um para de mãos especialista na arte de bem massajar dos pés à cabeça e passando pelas zonas mais sensiveis e ainda uma lingua sempre pronta para trabalhos de bem fazer...

mfc disse...

Pois.... querias um milagre, né?!
Também eu!!!
Ui... gosto tanto de milagres!!

Lúcia disse...

terás que esperar pelo 13 de outubro para nova investida.
deixa lá, já não falta muito.

jakim disse...

Eu tamãe me gosto de pergarinar. Dizãe café é que nuxalva! Hámãe!

marta disse...

Nem uma boleiazita, à vinda?

Os bancos dos carrinhos também dão uma jeiteita.

Fausta Paixão disse...

dias, és um desbocado!

ness, onde é que é esse penedo?

asdrubal, vai lamber sabão com essa lígua desabrida ;)
fica o registo acerca do empréstimo do cajado... lá para o 13 de Outubro.

mfc, tens de ir em peregrinação. só assim, só assim... mas vai com tempo, antes que fechem as entradas; só alguns têm acesso às luzes divinas. pela parte que me toca, ando mais pelos terrenos humanos, graças a deus...

Fausta Paixão disse...

lúcia, tás convidada; como és uma mulher de sorte vais ao meu lado.

jakim, nunca peregrinaxte? E tens caijado? Então bóra lá perparar iço!

Martinha, deves ter um mestrado em bancos de trás, mas olha que eu agora com aquilo de Bolonha também ando bem classificada!

Zé disse...

Pelo que vejo (ver poste anterior e respectivo comentário) fui o único a respeitar a fé de que deu provas nesta íngreme caminhada até aos socalcos da Fé...vi-a, titubeante, na estrada, compreendi o seu sacrificio e a procura dos caminhos da Verdade e da Fé...e não me dei a conhecer, pecador me confesso, porque sabia que nos encontraríamos na Tia Alice, para recuperar forças...Também eu andei muitos anos enganado...mas, agora, vi a Luz...Dominus Vobiscum !

Mo disse...

benza-te deus, afinal tb és uma peregrina nesta demanda de entender os homens :-)

peciscas disse...

Ò ímpia criatura: então tu, com essa mente eivada de tão pecaminosos pensamentos, ainda querias ter entrada em tão sacro como casto local?

Ness Xpress disse...

Fausta, a "peregrinação" que aqui te deixo exige alguma preparação prévia. Mas para quem tiver pernas bem trabalhadas, sugiro um dia de semana com sol, protector solar e companhia escolhida a dedo. E bons mergulhos!

Ahhhh! Ouro sobre azul é uma noite passada sob as estrelas junto à mina. Mas isso não é para qualquer dois, porque não há qualquer instalação hoteleira... Ou melhor, conheço uns igloos que se transformam rapidamente em hotel de 10 estrelas (ou mais, se a noite correr mesmo bem)! Mas isso são outras peregrinações.

http://www.serra-do-geres.com/ja_estive_aqui_ficheiros/mina_dos_carris/mina_dos_carris.htm


(P.S. Já lá estive, mas o artigo não é da minha autoria)

Ness Xpress disse...

O link completo é este:

http://www.serra-do-geres.com/ja_estive_aqui_ficheiros/mina_dos_carris/mina_dos_carris.htm

Ness Xpress disse...

Ai o catano!

http://www.serra-do-geres.com/ja_estive_aqui_ficheiros/mina_dos_carris
/mina_dos_carris.htm

Zé disse...

Tive o privilégio de ir aos Carris (como se costuma dizer) em fins de Abril, onde, passados os primeiros 5 Kms de subida por caminho de pedras soltas (o intenso nível de pluviosidade retirou o saibro que ajudava a fazer o caminho e este passou a ser só pedras), fiz os restantes 6/7 kms com neve, em alguns pontos com bem mais de 60 cms...Mas, de facto, chegar lá acima, gozar, e voltar no mesmo dia é para gente de barba dura...Ficaram as fotos da época para assinalarem o facto...Mas de outra vez fizemos melhor...saímos do Tio Amaro e da Julinha(da Calcedónia), levamos uns S.Bernardos e uns cabritinhos com as vitualhas e fizemos o percurso em três dias, com dormidas na serra e terminando a aventura no Outeiro...tudo por cartas militares...e só os S.Bernardos chegaram sãos e salvos...os cabritinhos, coitados, foram sacrificados no altar de Baco...Oh, e as trutas em Fafião...anos e anos de Gerês, a pé, por montes e vales, a orientarmo-nos pelas "mariolas" existentes nos cumes e nos planaltos, onde o gado estava em "transumância" naqueles meses...Boas recordações...

Anônimo disse...

A mnina está feita, D. Fausta!
Com estes manos a palrear uns palavrões vai ficar tudo na mesma; isto é, a falar com o S. Pedro... ah, é D! Pedro?!
com o D. Pedro, prontes.

Ainda pensei que tinha aproveitado as férias para desemburrar e desenfastiar e que, agora! fosse um fartar vilanagem mas era cá c'a gente, que sempre fomos amigos de sempre.


Agora com tronquinhos d'ervas, massagens secas e virtulhas parvas, Fausta...
(tás feita!)

Fausta Paixão disse...

ness, uma aventura vivida ali dava cá um relato blogístico!!!

Zé... tás sempre em todas, que domínio!

Anónimo do meu coração, nem precisavas de confessar, conheço-te as palavras. Amigos desde sempre e para sempre! E deixa-os lá... eles falam,falam...

Betty Boop disse...

Pois parece-me que os portões da cidade estavam guardados por um porteiro que reconheceu a tua vasoura e não te deixou entrar...
O pensamento dele:
"o que faz a doidona da Fausta Paixão por aqui? Pensa que não a reconheceria sem o chapeu pontiagudo e a vassoura das artes de encantamento? Logo a ela que me enfeitiça e me tira o sono nas noites mais longas? Este é um lugar santo, não há lugar para mentes pecaminosas!!!!"

Mas palabvra que nos albergues para os peregrinos não havia ninguém interessante?!?

Fausta Paixão disse...

betty... o que é "alguém interessante"?

sim... estou mal, estou!!!

CortoMaltese disse...

betty(nes) boop!
nem disfarçada de gorila me escapavas, filha; q'bem t'apanho o cheiro...

Betty Boop disse...

Cortomaltese...
Tens mais sorte do que eu que não faço ideia quem sejas...

Fausta Paixão disse...

tu não me digas, betty que agora vais outra vez fazer sala de conversação aqui no meu tasco...


ihihihihihihi...

'tou a ver que o lugar da Paixão atrai...

Betty Boop disse...

Como vês não tenho culpa...
Metem-se comigo!

'Tou com saudades do Pirata...

Anônimo disse...

Oh betty boopy, tome lá para afogar as mágoas e matar saudades do energúmeno
http://www.csupomona.edu/~hr/er/forms/DancinBoogie.wmv

Fatyly disse...

Oh mulheri no que te foste meter. Milagres? cadê eles? e não deixaram entrar? olha, olha não sabia que acontecia isso:)

Bem faço eu em ficar-me pelo...não digo!

Betty Boop disse...

Não consegui abrir o link...

sniff, sniff

Meinemliebe disse...

Coitada! Tanto desgaste e ficar a ver navios...
Eu não me sujeitava a tanto... mas como a fé é que nos salva... já não digo nada!
Ai Fausta deves ter dado um desgaste ao cajado, que nem sei, a pé para lá e para cá?!!! calos também não devem faltar e para nada!!! Bem, coragem, fica para a proxima, mas leva carro de apoio, porque senão dás cabo de ti.
Bom fim de semana e beijinho

Anônimo disse...

boops!... Betty
acaba em .wmv


http://www.csupomona.edu/~hr/er/forms/forms/DancinBoogie.wmv

Anônimo disse...

http://www.csupomona.edu/
~hr/er/forms/forms/
DancinBoogie.wmv

Anônimo disse...

(o que eu me esforço para ver esta mulher alegre e feliz...!)

Betty Boop disse...

Eh eh eh parece que têm molas nos pés!!!
A parte que gostei mais foi quando ele ficou deitada a abanar os marmelitos!!!

LOL

(vês como é fácil deixares uma mulher alegre e feliz!)

Fausta Paixão disse...

e ele, betty?
ai o que eu dava por um rapazinho que mexesse assim as perninhas!!!

Betty Boop disse...

Eu queria dizer "ela", mas percebeu-se, não foi?!

Ó Fausta... não achaste irrequieto demais? Eu cá gosto de mais calma!

-pirata-vermelho- disse...

Diz assim,
ali o 'dicionário' online
-fausto (do Lat. faustu)
adj., venturoso; feliz; próspero;
s. m., luxo; ostentação; grande pompa; magnificência.

Ora,
D. Fausta Paixão,
é uma coincidência demoníaca ou o seu nomezinho foi mesmo escolhido para agradar à madrinha e ao padrinho?

Cá pra mim cheira-me à segunda; é a mais comum.
E depois, o seu nome não designa ou consubstancia o adjectivo ou a acção...

Dá licença que proponha uma colecta para elaboração do processo e requerimento de alteração do seu nome, junto da Conservatória adequada?
Em princípio poderia passar a ser a Sra. D. Basta Encarnação.
Também não soa mal... pois não?

-pirata-vermelho- disse...

(A menos que esta minha peregrina ideia venha atrasada; diz-se que a Sra. tem sido vista na 24deJulho e no BAlto, bem depois da meia noite e sempre com uns mninos meio-morenos a protegê-la...
Como não dou ouvidos a mexericos, ignoro mas se assim for diga -não venha é pr'aqui contar estórias que ninguem engole- diga, qu'a gente cala-se e volta tudo ao que era dantes, quando a D.Fausta era um farol no nosso imaginário luxulibidinoso)

-pirata-vermelho- disse...

('Libidoluxuriante',
q'ria eu dzer...


desculp!)

-pirata-vermelho- disse...

Peregrinas são as ideias e mesm'assim é bom não lhes dar muita guita... o qu'é qu'a senhora foi fazer p'o santuario, D. Fausta?
Pensa qu'eles vão 'nisso'?! Aquilo é um negócio tradicional, já muit'antigo... é tudo em morabitinos, percebe?
Não há cá fés nem fezadas nem excomunhões nem mninas comungadas - mo-ra-bi-tinos! e mais nadas, D. Fausta.
(Vá por mim que sou seu quas'amigo)

Betty Boop disse...

Bem...

Aqui o pirata voltou em força!!

;)

Chega-lhe Fausta!

...

Anônimo disse...

'Chega-lhe Fausta!'
diz a Bettynha ensarilhada
sem se dar conta do erro
e sem perceber mesmo nada
atira-s'assim de cabeça
a um pirata de nomeada
arriscando uma dor imensa
podendo ficar degolada
ou ficar de garganta à banda
ou ser despida e lavada
'Oh Bettynha! Você tá doida?!'
vá pra casa e faça a sopa
deixe-se de palpites de louca
qu'a D. Fausta não é mouca...

Fausta Paixão disse...

vocês não me desafiem...

-pirata-vermelho- disse...

A D.Fausta pensa qu'isto é alguma brincadeira de crianças?
Não estamos aqui a brincar aos awards ou ao memetismos...


A senhora diz-se mulher de paixões, a honrar o nome (cá pra mim foi para agradar à madrinha...) e deixa-me aqui a falar sózinho.

Antigamente ainda encontrava a qui a ines...
agora nem isso!

D.Fausta
bem...
a senhora pense bem...


olhe qu'eu...

Meinemliebe disse...

Fantástico! Fausta, faustosamente simpática na faustosidade da tua existência... e do teu nome; parabens!!! sabes porquê? porque voltou ao navio o senhor Pirata... andou em pesquisa por outros mares, mas regressou... e em força... só é pena que proponha que mudes de nome... o que ele escolheu é horrível... mas, em matéria de peregrinaçãp... se não corres um pouco, daqui a pouco é a de Outubro... espero que chegues antes...BEIJITOS

-pirata-vermelho- disse...

Ich verstehen Sie nicht, meinemliebe.
Ist Frau Fausta ein Läufer oder ein Geliebter?

Betty Boop disse...

pirata...



(não gostas da Betty?!?)

-pirata-vermelho- disse...

D.Fausta
já leu 'isto'?

http://www.umamoratrevido.blogspot.com/

Anônimo disse...

olh'a Bett'assim-assim a meter-se c'o pirata!
parece que não sabe que... enfim, há oiros da cor da prata.
inda lh'acontece uma desgraça ou inda fica pr'aí caída
olh'a Bettynha coitada a meter-se num'alhada
até podia ficar dorida de ter sido tão bem tratada

Zé disse...

D. Fausta, um recordar...do outro lado, voltou em todo o seu esplendor o antigo "sistema" de comentários, único em toda a blogosfera deste Portugal...Visite-nos...

vague disse...

É difícil e é gratificante. Encontra-se de tudo: os q vão por Fé, os que vão por desporto.
É um pouco a metáfpra da vida.

ivamarle disse...

arrum porrum catanorium est...

Mo disse...

muito se namora à pala dos martirios da fausta