segunda-feira, abril 02, 2007

A arte de bem cavalgar - lição 2.


Dizem que o cavalo é um animal pacífico mas nada voluntarioso. Ainda por cima dizem que se engana muito facilmente. Se algumas vezes chega a comportar-se como herói é sempre por medo, como alguns homens.
Mas também dizem que o preceito fundamental do ensino é pedir muitas vezes, contentar-se com pouco e recompensar muito.
Ora que treta! Estas duas afirmações comprovam o erro crasso que é aprender com base na teoria.
Se o cavalo se arma em herói em razão do medo, por que é que temos de nos contentar com pouco? É dar neles até os tornar heróis a sério! E nada de recompensas excessivas. “No pain, no gain”… ou bem que mostram a nobreza da casta ou nada! É uma questão de boa escolha, digo eu: dos mais lusitanos aos mais árabes, desde que se deixem montar com afinco, podem ser sempre bem trabalhados.
Até porque a alta escola tem exigências e o elemento base é o trabalho de duas pistas. Sim, porque ter um cavalo rigorosamente direito é uma das maiores dificuldades da equitação, de forma que o uso de duas pistas sempre permite obter um bom grau de satisfação em pelo menos uma delas.
O caso mais frequente de dificuldades é o cavalo encurvar para a esquerda, isto é, com a cabeça para a esquerda e as espáduas descaindo para a direita. Um animal nestas condições resiste à perna esquerda e à rédea direita de oposição. Para o corrigir convém insistir com o trabalho de espádua adentro para a direita, trabalho este que exige que se lhe agarre com firmeza a cabeça obrigando as espáduas a descaírem; só assim a garupa se eleva e esse pormenor é de suprema importância para o sucesso da montaria!
Mas, amigas (ou amigos, que nisto, como disse na primeira lição, a prática da equitação não escolhe sexos…), o melhor, mesmo, é encavalitarem-se num cavalo a sério e praticarem MUITO. É que montar já foi uma forma de sobrevivência mas agora é uma arte. Mais do que arte, a equitação é uma ciência viva.
O Marquês de Marialva era conhecido por montar 12 cavalos por dia quando tinha 70 anos! Já imaginaram o que é chegar aos 70 e montar uma dúzia por dia?!
Está bem de ver que o treino faz tanta falta como o pãozinho para a boca.

14 comentários:

perola&granito disse...

Uma boa semana (curtinha...)

Fausta Paixão disse...

... mas pérola... se for curtinha como é que eu tenho tempo para os treinos?

Ness Xpress disse...

Ah, Fausta amazona! Mulher que é mulher não pode descansar enquanto não atingir a perfeição no ensino da montada. E se a atingir, tem que procurar incansavelmente a perfeição perfeita.

Mas, diz-me, conheces alguma amazona a precisar de uma montada disposta a ser educada?...

Fatyly disse...

Obrigada pelas lições:):):):):):):)
(gargalhadas)

Tangerina disse...

Inpsiro-me quando te leio, oh Fausta:)

peciscas disse...

Mas, também há que não ser demasiado exigente, pois
"a cavalo dado, não se olha o dente!"

Fausta Paixão disse...

ness, vamos lá à perfeição perfeita. E procura-a, ness, procura-a... ela deve andar por perto!

fatyly... já sabes que podes contar comigo! Aprendi esta arte de ensinar há uns anos e de vez em quando entusiasmo-me!

tangerina... não basta inspiração; tens de praticar mulher! Diz-me o que te faz falta e eu trago e exponho!

peciscas... nunca ouviste dizer que um cavalo nunca é de borla! às vezes é preciso levar o pacote todo e essa parte é que é e pior!

mfc disse...

Ser como o Marquês??
Montar cavalos??!! Não obrigado...

-pirata-vermelho- disse...

ness, "vamos lá à perfeição perfeita.", diz aqui a D.Fausta!
Mas ela nãodistingue uma sela de uma albarda de palha...

fatyly... não aprendeu nada! A D: Fausta passa a vida a dizer que monta mas nunca caiu!
tangerina... basta pois! Nãoligue... ela é boa pessoa mas só sabe andar de bcicleta!

peciscas... A D. Fausta disse ali à tanjas que expõe, viu?
Peciscas, se fosse a si empinava-me! Atão os amigos d'antigamente, servem pra quê?!

(Ganda distracção, D. Fausta! E mais, a senhora chama a isto lição; e as práticas, ond'é que são?)

a sua vizinha disse...

Ó vizinha Fausta eu cá continuo a gostar das suas lições e admirar os seus conhecimentos. Assim que arranjar cavalo vou treinar!
O pirata vermelho lá vai dando os seus conselhos!...

Fausta Paixão disse...

Pirata, está convidado para o picadeiro. A localização é aquela que a gente já tinha combinado em tempos.
(Você não me estrague a reputação!!!)
e aquilo da albarda de palha... ó sr. pirata... vamos lá a perceber que cada um monta a albarda que mais lhe agrada! Ou acha que eu estou em idade de ser albardada com materiais pobres?


Ó vizinha... não queira cavalo dado...

-pirata-vermelho- disse...

Oh vzinha, não se meta nisto...!
Se gosta fique-se pelo picadeiro daí, d'ao pé de casa, qu'isto aqui não sei se passará da fase de projecto...

Como disse, a D. Fausta é uma uma ciclista. Bi!ciclista... para ela um cavalo é um animal com orelhas longas que veio pr'aqui no tempo dos búrios germânicos...

-pirata-vermelho- disse...

D. Fausta!!!
A gente combinou um picadeiro?!!!



(tou maluco ou surdo ou indstraído ou fui traído ou quê...?!)

Meinemliebe disse...

Sem dúvida que as aulas estão a decorrer muito bem, não obstante eu continuar a não gostar de cavalos, velhas brigas... quanto a instrutores, se forem mesmo bons e mostrarem boa capacidade de ensinamento, continuarei a frequentar as aulas... teoricas... não sei bem se vou conseguir montar esses garanhões... preferia coisa mais delicada... Ver-se-á... Beijinhos e até ao cafezinho